We use cookies to deliver a reliable and personalised ArtQuidexperience. By browsing ArtQuid, you agree to our use of cookies.

Log in

  Lost password

New on ArtQuid?

Create Your Free Account
Sign up Sell your Art
  1. Art Prints
  2. Paintings
  3. Drawings
  4. Photography
  5. Digital Art
  6. Themes
  7. Staff Picks ♡
  8. More

Mairon

Mairon Posted: august 18, 2018 / Modified: august 19, 2018
Mairon
Quando pequeno, passava os fins de tarde a apreciar as aves no pé de amora do quintal vizinho, longe das turbulências que teimavam em atormentar minha família, tentava fazer na minha imaginação um lugar que me fizesse escapar de todo aquele sofrimento, um lugar onde aves e criaturas estranhas dançavam em meio a galhos e flores, o mágico e o estranho se juntavam para me fazer sorrir nem que fosse por um minuto.
Mal sabia eu que um dia minha própria imaginação seria minha mais terrível inimiga e ao mesmo tempo minha salvadora.
Ainda pequeno estudei um pouco de arte mais embora fosse muito elogiado e incentivado por meus professores, não conseguia sentir prazer naquilo e pintar flores e paisagens não me animava nem um pouco. Assim, aos poucos abandonei o curso e o pintor adormeceu.
Anos mais tarde porém, fui surpreendido por tragédias ainda piores que as que me acometiam durante a infância e essas desgraças me levaram a cair nunca depressão profunda, seguida por uma síndrome do pânico que me paralisou por anos. Minha existência perdeu o sentido e minha vida passou a ser regida por remédios. Certamente minha vida só tinha um caminho.
Um dia porém, as coisas começaram a mudar e com muito esforço, comecei a pintar as coisas estranhas que passavam por minha mente e aos poucos, essas pinturas se tornaram um motivo para levantar da cama.
E assim justamente o mundo estranho que por vezes me salvou na infância, passou então a me salvar na vida adulta. S pássaros multicoloridos e os seres antropomórficos que povoavam minha mente tomaram novamente seu lugar e passaram a me trazer novamente a alegria de viver que aparentemente havia me deixado.
Atualmente minhas pinturas e meus contos infantis, são simplesmente minha vida.
Hoje procuro colocar em minha arte elementos lúdicos e fantasiosos que remetam a infância, aos sonhos e inocência.
Tenho hoje um carinho especial por minha coleção «pequenos alados», não só por se tratar de meu último trabalho, mas por ser uma obra onde contos fantásticos e pinturas repletas de magia se misturam com facilidade.

Live Art World News

 

Select language

  1. Deutsch
  2. English
  3. Español
  4. Français